Alguns conselhos (Aldemiro)

Tags :

Category : Dicas

Hoje foi uma aula totalmente preenchida pelo nosso colega Aldemiro Benavente, que falou sobre estes assuntos:

  • como tomar comprimidos sem dificuldades
  • como andar a pé e porquê?
  • qual a razão ou razões porque as mulheres duram mais que os homens!
  • casais saudáveis sem filhos! Porquê?
  • alimentos privilegiados para prevenir doenças específicas.

O segredo dos remédios populares

Tags :

Category : Aulas

A partir de hoje o nosso colega Aldemiro Benavente irá dar-nos diversas sugestões que nos irão ajudar a ter uma vida mais saudável, que estarão neste cantinho das dicas.

Os procedimentos práticos que falamos são obtidos basicamente em dois livros publicados pela editora Bodywell com os títulos "O segredo dos Remédios Populares" e "Coma e Cure-se" e destinam-se a prevenções que já eram do conhecimento dos nossos Avós. Os assuntos tratados na aula realizada no dia 2017/01/29 foram os seguintes:

  • espreguiçar; seus benefícios;
  • comer uma colher de sopa de azeite virgem; seus benefícios;
  • pequeno almoço com yogurte grego com limão, aveia, frutos secos; seus benefícios;
  • como lavar os dentes sem esquecer o céu da boca e a língua;
  • como subir uma escada sem cansaço (tendo alguma fragilidade);
  • obter elementos sobre as doenças dos nossos Pais, Avós e Bisavós, para fazer prevenção atempada.

Atitudes de comunicação

Category : Atitude

As atitudes de um sujeito dependem das experiências. Pode dizer-se que também é a predisposição a reagir a um estímulo de maneira positiva ou negativa sendo um dos conceitos fundamentais da psicologia social. Integra a opinião (comportamento mental e verbal) e a conduta (comportamento activo) e indica o que interiormente estamos dispostos a fazer. Assume três grandes dimensões: uma afectiva, uma cognitiva e uma comportamental.

Littlejohn (1978), define atitude como um estado mental que cria presteza para o comportamento positivo ou negativo em relação a indivíduos, situações ou coisas. Apesar de as atitudes se inter-relacionarem mutuamente, não se pode afirmar com certeza que elas dirigem ou influenciam o comportamento dos indivíduos. Atitudes podem ser classificadas em operacionais, sociais e emocionais.

  • A atitude operacional pode ser: arrojo, eficácia, eficiência, deliberada, cooperativa, adaptável, responsável, coerente, concentrada, perseverante, pragmática, organizada;
  • A atitude social pode ser: diplomática, partcipativa, impecável, reverente, madura, provocadora, modesta, entusiasta;
  • A atitude emocional pode ser: amorosa, generosa, autêntica, apreciativa, pura, sensual, alegre, libertadora, parental, compassiva, inocente, tolerante;

Porter distingiu seis tipos de atitudes:

Atitude de Avaliação:

  • É um juízo de valor acerca de comportamento (verbal/não verbal) manifestado pelo interlocutor.

Atitude de Orientação:

  • Esta atitude consiste em modelar e controlar o comportamento futuro do interlocutor.

Atitude de Apoio:

  • Consiste numa resposta simpática que tem como objectivo criar relacionamento concordante entre o emissor e o receptor.

Atitude de Interpretação:

  • Esta atitude consiste na interpretação do sentido da comunicação do interlocutor.

Atitude de Exploração:

  • Consiste na recolha de informações do nosso interlocutor.

Atitude de Compreensão:

  • Centra-se no interlocutor e nos sentimentos. Consiste em reformular e clarificar.

Consideramos nestes seis tipos de atitudes:

  • Atitudes de influência ou desnivelantes: avaliação, orientação e interpretação. Trata-se de atitudes que implicam a invasão do outro quer a nível do acto, do pensamento lógico, da moral e do sentimento. Emissor - inferior/receptor-modelo.
  • Atitudes de não-influência ou nivelantes: apoio, exploração e compreensão. Estas atitudes implicam o tratamento do Outro com respeito.

Importa referir que em situações de tensão ou conflito, as atitudes de influência ou desnivelantes tendem a provocar uma relação negativa enquanto que as atitudes de não-influência ou nivelantes se mostram favoráveis ao bem-estar psicológico e ao bom relacionamento e comportamento ajustado dentro dos contextos sociais.

Mudança de atitudes

  1. Emissor da mensagem: credibilidade, semelhança com o receptor, carácter atraente;
  2. Natureza da mensagem: sua tonalidade afectiva e organização interna;
  3. Receptor: a sua inteligência, auto-estima e credulidade;
  4. Canal de comunicação: suporte e contexto geral.

Funções das atitudes

  1. Motivacionais: satisfazer as necessidades psicológicas de adaptação (relacionadas com a gratificação), de defesa (protecção do eu) e de expressão de valores (sentido de identidade);
  2. Cognitivas: fornecem padrões e pontos de referência que permitem ao indivíduo dar sentido ao seu mundo conceptual interior;
  3. Sociais: referem-se à influência da posição dos outros na formação das atitudes e a sua respectiva função nos grupos sociais.