Atitudes de comunicação

Category : Atitude

As atitudes de um sujeito dependem das experiências. Pode dizer-se que também é a predisposição a reagir a um estímulo de maneira positiva ou negativa sendo um dos conceitos fundamentais da psicologia social. Integra a opinião (comportamento mental e verbal) e a conduta (comportamento activo) e indica o que interiormente estamos dispostos a fazer. Assume três grandes dimensões: uma afectiva, uma cognitiva e uma comportamental.

Littlejohn (1978), define atitude como um estado mental que cria presteza para o comportamento positivo ou negativo em relação a indivíduos, situações ou coisas. Apesar de as atitudes se inter-relacionarem mutuamente, não se pode afirmar com certeza que elas dirigem ou influenciam o comportamento dos indivíduos. Atitudes podem ser classificadas em operacionais, sociais e emocionais.

  • A atitude operacional pode ser: arrojo, eficácia, eficiência, deliberada, cooperativa, adaptável, responsável, coerente, concentrada, perseverante, pragmática, organizada;
  • A atitude social pode ser: diplomática, partcipativa, impecável, reverente, madura, provocadora, modesta, entusiasta;
  • A atitude emocional pode ser: amorosa, generosa, autêntica, apreciativa, pura, sensual, alegre, libertadora, parental, compassiva, inocente, tolerante;

Porter distingiu seis tipos de atitudes:

Atitude de Avaliação:

  • É um juízo de valor acerca de comportamento (verbal/não verbal) manifestado pelo interlocutor.

Atitude de Orientação:

  • Esta atitude consiste em modelar e controlar o comportamento futuro do interlocutor.

Atitude de Apoio:

  • Consiste numa resposta simpática que tem como objectivo criar relacionamento concordante entre o emissor e o receptor.

Atitude de Interpretação:

  • Esta atitude consiste na interpretação do sentido da comunicação do interlocutor.

Atitude de Exploração:

  • Consiste na recolha de informações do nosso interlocutor.

Atitude de Compreensão:

  • Centra-se no interlocutor e nos sentimentos. Consiste em reformular e clarificar.

Consideramos nestes seis tipos de atitudes:

  • Atitudes de influência ou desnivelantes: avaliação, orientação e interpretação. Trata-se de atitudes que implicam a invasão do outro quer a nível do acto, do pensamento lógico, da moral e do sentimento. Emissor - inferior/receptor-modelo.
  • Atitudes de não-influência ou nivelantes: apoio, exploração e compreensão. Estas atitudes implicam o tratamento do Outro com respeito.

Importa referir que em situações de tensão ou conflito, as atitudes de influência ou desnivelantes tendem a provocar uma relação negativa enquanto que as atitudes de não-influência ou nivelantes se mostram favoráveis ao bem-estar psicológico e ao bom relacionamento e comportamento ajustado dentro dos contextos sociais.

Mudança de atitudes

  1. Emissor da mensagem: credibilidade, semelhança com o receptor, carácter atraente;
  2. Natureza da mensagem: sua tonalidade afectiva e organização interna;
  3. Receptor: a sua inteligência, auto-estima e credulidade;
  4. Canal de comunicação: suporte e contexto geral.

Funções das atitudes

  1. Motivacionais: satisfazer as necessidades psicológicas de adaptação (relacionadas com a gratificação), de defesa (protecção do eu) e de expressão de valores (sentido de identidade);
  2. Cognitivas: fornecem padrões e pontos de referência que permitem ao indivíduo dar sentido ao seu mundo conceptual interior;
  3. Sociais: referem-se à influência da posição dos outros na formação das atitudes e a sua respectiva função nos grupos sociais.


Leave a Reply